Final ruim

  Estávamos num ambiente neutro, um café. Pequeno, inverno, charmoso, combinava. Ela me passou a maleta de dinheiro e eu rapidamente e sem cerimônia puxei o revolver e foram dois tiros rápidos. Durante a fuga, um motociclista passou por mim e me matou com dois tiros também.
  Não. Ela apontou para os seus homens com discretos meneios de cabeça. Dois, um negro e alto e um branco e alto, de terno, tomando um café, de óculos escuros. Nós negociamos como aquilo aconteceria. Rapidamente, estávamos discordando e algum tempo depois eu era apenas um corpo num porta mala de volvo preto.
  Not really. Não tinha ninguém, só nós dois. Por baixo da mesa, ambos apontamos nossos revolveres. A mala de dinheiro estava perto do meu pé. Hesitamos. O silêncio lembrava de alguma forma um filme de velho oeste, mas ambos éramos o vilão. Um mosquito passou perto do meu ouvido e quando me de conta, cada um alojou sua bala em um orgão vital de preferência.
  A verdade é que eu disse que estava me sentindo esquisito ultimamente. Uma coisa anormal: parece que estou sempre de chapéu. E depois, contei a ela tudo que eu estava sentindo e morri instantaneamente de tristeza profunda. Ela foi vítima de desidratação. E nossos corpos foram ensacados. Só me senti bem novamente quando reencarnei como um ornitorrinco selvagem.

jornal nipo-letão

confusão entre estes ossos ao perceber que não adianta;
você pode descobrir histórias muito cansadas e verdadeiras,
e daí, e uma fonte, descobrir a américa, ultrapassa a expectativa;
e, às vezes, eu acho que vale a pena escrever para ler esses textos,
mas é complicado manter uma ideologia só, o tempo todo,
complicado e chato;

e eu sei que depois eu fico entediado,
a universidade, um envenenamento específico,
reconhecimento: como eu li estes versos corretamente
qual é o valor de uma poesia esquecida de Drummond
e quanto vale a poesia mais conhecida de um zé eu,
mas eu faço e eu acho que todos os alvos furados serão perdoados,
e acho que vale alguma coisa.

watashi wa junk desu, letras engraçadas que não podem parar e pensar;
a expectativa e a realidade e o cano fumegante entre os dois.
e em algum lugar na pontuação universo-correta eu acho
que todos esses livros servem pra dizer que ela está sentada aqui,
então, eu gostava de ler e ler o quão difícil é vencer (e ganhar)
e tornar-se um espetáculo com sentido, feito num colégio particular,
eu estou sentado aqui tudo muito bobo e eu acho que eu li isso.

e um jornal com letras desconhecidas e palavras estranhas,
toda a beleza de uma profusão de pequenos mistérios
que na verdade tratam de uma notícia desimportante,
não importante como ou da onde, o jornal será um jornal
assim como a chuva irá te molhar.

e estou vivo para suas mãos pentearem o meu cabelo
tempo perdido na areia infinita, onde
você pode descobrir por que eu estou vivo
eu te amo, eu de cabelo esticado, lendo livros
que me levam a um lugar em breve ultrapassado
você com uma coxa de frango na mão,
o que vai ficar não será nem a pior do Vinícius,
nem aquela a aplaudida do já esquecido eu,
sim a com propósito desproposital
despensada
desesperada
sentimental.

vale o tiro no coração.