Little Graves

Hundreds of little graves
that tell me nothing;
Thousands of little stars
that mean nothing to me;
Millions of little words
that got lost over time;
Billions of little people
that will never touch.

Hundreds of little stars
that tell me nothing;
Thousands of little words
that mean nothing to me;
Millions of little people
that got lost over time;
Billions of little graves
that will never touch.

Hundreds of little nothings
that tell me stories;
Thousands of little meanings
that get me lost;
Millions of little times
that go unnoticed;
Billions of little touches
that leave me speechless.

And so you watch me from afar
being human, being nothing,
being there.

 

Bobsó

   Há um segundo atrás, havia três caminhos possíveis. Tanta esperança a dissipar. Um dia, uma semana, um mês. Perde um pouco de sentido a cada pirueta e marcha para o fim. A mesma respiração nervosa de pré-duelo para devaneios demais. Foi com uma conversa entre jovens adultos, com um pôr do sol ao fundo e os raios solares sobre os olhos lacrimejantes de todo mundo. Não se vê o inimigo, só sua silhueta.
   O tempo demora uma eternidade, mas não uma eternidade qualquer. Demora uma eternidade disforme, contida na eternidade dos segundos antes de um beijo há muito esperado. Este tipo de eternidade é o caos: parece que eu estava acordado quando na verdade eu dormia. No calor do momento, escolhi todos os três caminhos.