Flores

Quem não quereria um vulcão que cuspisse flores?
Eu nunca compreendi a poesia do se;
não a dos poetas, não a minha própria.
Nos últimos dias, observei gente viva— vivendo.
Nos últimos dias, eu também vivi— mais:
vivi 26, 28, até 30 horas dentro de apenas 24 horas;
O cansaço só aumenta a sensação de alívio
ao tirar as botinas, desabotoar a camisa;
é isso, é isso; e é o que é —
Quem não quereria um vulcão que cuspisse flores?

Anúncios

One comment

  1. Anónimo · Abril 11, 2014

    Eu quero um vulcão desses no meu quintal!
    Está uma delícia essa poesia.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s