Astronauta

No seu calendário não há os dias da semana, não há segunda nem
sexta. As viagens espaciais são incertas. O escafandro branco
sufoca o homem num futuro ultra-
passado.

Impulsionado por um motor à combustão que se alimenta dos sentimentos
já em falta na terra. Ele foi para além do topo do mundo. Para fora
daqui.

O amor do astronauta é eterno da partida e eterno da volta.
Imutável da distância.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s