Mensagem

Depois da hora
breve
que antecede o dia inteiro,
no vão entre seus olhos
e óculos
instaurou-se um nevoeiro.

São frágeis os horários,
o osso pesa,
a pálpebra mal obedece.
Só depois de uma dose de café
com trabalho
a goela relaxa e o dia
desce.

Vai viver em preto e ontem
uma existência rodeada de
memorabília
aquele que entra de cabeça
na névoa
e o hidrogênio como concreto
faz dele ilha.

Decerto que
quem espera nunca alcança.
Quem espera,
quem respira, quem suspira
espera sentado e se fica esperto
chega lá e não descansa.

Acredite menos em mim
ou na minha sabedoria
e mais na própria
crença.
Se hoje ando torto,
triste,
devagar,
não é por doença.

Embora esperar não dê certo,
dê um tempo a mais
apenas.
Ainda é cedo,
toda corrida agora
pode levar a distâncias
que amanhã parecerão
nada distante,
pequenas.

E se não me ouve,
quando clarear o céu,
quando já não houver mais
nevoeiro,
você verá quanto tempo pode durar
um dia
inteiro.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s