Olga

“Ele disse
“Uma vez um passarinho pousou na janela
A ruptura de um dia sem nada
Meu pai foi rápido para espantá-lo
ele disse
“Estes bichos cagam tudo
É, pondo a beleza de lado,
acredito que é isso que eles fazem,
outro dia o Jorge me ligou
ele disse
“Esse telefone deu um treco,
parece que você está falando japonês;
hoje um pombo cagou no meu carro,
pois é, mas sabe o Sandro, aquele que escreve?
ele disse
“A vida inventada é tão sem problemas,
posto num papel tudo é fácil,
a gente que vive de criar outros universos
esquece dos pássaros, esquece da topada
no pé da mesinha de centro,
o meu protagonista quando olhou
pro céu, não viu beija-flor
nem mesmo o sol, eu não criei isso,
sem nada disso para olhar,
ele disse
“Uma máquina com sentimentos
Nunca fornecerá amor incondicional””””””

Então, foi isso que ele disse,
eu disse.

“É, foi.”

Interessante.

Anúncios

2 comments

  1. Aline Voros · Junho 14, 2012

    Foi! Gostei muito! Suave, dinâmico e sei lá… comrpeendido?! Foi.

    • Danilo Crespo · Julho 22, 2012

      Fico feliz quando alguém gosta do que eu escrevo. Especialmente os menos óbvios. Esse.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s