Sede

Se de um lado houver um rabisco
Não fecho os olhos, nem mesmo pisco:
É só silêncio semeado com ira.
Se o outro lado é o que o ferira
Corto solto não posso mais preencher
Os nós atados num desenho de Escher.

A vida
oscila
mais do que um espelho

E o murro
não quebra nada
resta-nos voltar ao labirinto.

De que adianta, rasgar tudo no final
se o que importa é o caminho percorrido.
De que adianta, guardar as flores do mal
se ele não está ao pé do ouvido.

Não adianta planejar o que sinto:
resta-nos voltar ao labirinto.

Anúncios

One comment

  1. José Sebastião · Setembro 25, 2011

    Se nos resta o labirinto, ruas sem saída, atalhos, caminhos fechados e bifurcados e longas estradas qual verdade é legítima? Uma única verdade existe? Aproveitemos o caminho e as dúvidas, a construção e o acalanto do devir.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s