Caracol

 

  Você veio me visitar. Até eu descobrir que ela também morava na minha cidade. Depois de meses de silêncio eu resolvi encarar o que eu não sabia que veria, o que eu sentiria, depois de tempos vazios quase imóveis quando duros e depois, vestido de passado distante, reencontrar você foi tão natural quanto no início. Abraço e todo aquele papo de reencontro, superficial e simpático, cordialidades. Então quando chegamos em casa, você observou as mudanças: paredes, fotografias, meu cabelo. Tomou o último gole na taça e finalmente disse o propósito daquilo tudo: um pedido de casamento. Pra ela.
  Eu estava de costas, finalizando a sopa. Ele não pôde ver meu sorriso. Ao mesmo tempo em que eu cortava a cebola, um filme sobre a minha vida, tipo aquela coisa de experiência de quase morte, passou num instante, com o trecho: começo, meio e fim de nós dois. Respirei tão aliviada que não me reconheci.
  A alegria me tomou conta, ele finalmente tinha decido algo, não era eu, mas era uma decisão. Acho que o meu amor foi tanto, que a paz me tomou pelos braços. E ele foi. Ao encontro dela. E eu fiquei para o encontro da vida.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s