Moeda

 

  Quando nós estamos juntos canso, odeio, discuto, brigo e te faço chorar. Sem fazer nada, de fato. Nós sempre estávamos na mesma discussão sobre meu passado – que é imutável – e sobre o jeito que você me vê e a liberdade que você não me dá. Não importa, sempre caímos na mesma armadilha. Me sinto bem, sozinho. Bem até lembrar de você e querer tudo aquilo outra vez, tudo aquilo que era bom, esqueço a paranóia e a tempestade.
  Quando nós estamos juntos não escrevo poesias. Boa noite.

 

Anúncios

2 comments

  1. NS · Janeiro 1, 2011

    Tocante. Pela semelhança nos sentires.

  2. Lucem Fero Dei · Março 8, 2011

    Paradoxal.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s