Uníssimo Verso

 
Persisto sem descanso
Contra o vento quente e esfoliante,
Num deserto de areia e concreto
Vitalmente irritante

O sol mortiço em eterno ocaso
Degela os empecilhos à frente,
Eu extenuante como o mormaço
Mesmo sentindo frio e ranger de dentes

Renasço a cada 24 cirandas
Com dor aguda no respirar,
O espelho é que racha quando
Encontra a medusa do meu olhar.
 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s