À procura dela

.

Onde ela poderia estar?

Saindo do aeroporto, uma ligação me esperava. Corri e atendi, do outro lado da linha um homem disse-me que o Sétimo Selo estaria na Rota 46, numa Rua chamada Pecado.

Estava escuro, fazia frio e os ventos sopravam na direção errada, mas eu não podia fazer nada. Corri para o consulado o mais rápido que pude e encontrei o devido armário trancado. Rapidamente, desfiz-me do cadeado e me deparei com um papelzinho apenas.

“Encontre Jackie-chan, ele dirá como conseguir os dados do Jet Li. Depois ligue para o Jean-Claude Van Damme, ele dirá onde encontrar Steven Seagal”.

Pensei: onde estaria Jackie Chan? Um homem de calça jeans rasgada veio falar comigo e eu sabia que aquilo não poderia ser boa coisa. Fugi para a rua e uma Pickup cheia de homens barbudos com bastões de baseball e socos-ingleses passou por mim, alguns gritaram “É ele!”.

Entrei no beco mais próximo, corri entre dois prédios abandonados e escalei uma grade. Do outro lado, tive uma idéia. Os homens barbudos corriam na minha direção. Enquanto os grandalhões destruíam a grade ao invés de pulá-la, eu entrei num dos prédios, subi umas escadas e saí perto do início do beco, atrás dos Hooligans malditos da Suíça. O motorista ainda estava em frente ao carro parado com um bastão, correu na minha direção e tentou me acertar num golpe vertical, desviei e acertei-o no diafragma. O suíço perdeu o ar e no segundo seguinte, eu o segurava num mata-leão pelas costas. Perguntei em francês o endereço de Jackie-chan, aumentei a força e ele me disse. Roubei a Pickup e fui ao lugar informado.

Era um prédio caindo aos pedaços. Subi as escadas e bati na porta. Uma mulher atendeu. Ouvi sons de criança. Depois Jackie veio à entrada e me falou que os dados de Jet Li foram destruídos e que a única maneira de encontrar Steven era pelo Huggel, que dizer, Sylvester Stallone. Depois disse para nunca aparecer após às nove da noite.

Corri para a arena, era noite de luta e o Stallone estaria lá. Muita gente e o homem no ringue, numa peleja complicada contra um russo alto. Não podia perder tempo. Com os olhos procurei alguém importante. E achei. Wesley Snipes me disse: “O homem que você procura é cobrador. O Stallone cobra, você sabe. Não perca seu tempo pra falar com ele. Eles devem ir aos mesmo lugares, esteja em doze minutos no bar Kris.

Parti em disparada e cheguei lá a tempo. Consegui vê-lo de longe, estava cercado de helvéticos bêbados. Tentei me aproximar discretamente, eu não vestia vermelho, nem parecia europeu. Botei a mão sobre o casaco do homem, ele puxou meu braço e em poucos movimentos torceu meu pulso. Doeu, mas não gritei.

“Então, você é o Ladrão de Biscoito, não é?”, ele disse. Eu fingi derrota e fui para longe de Steven Seagal com o pulso ferrado, mas com a chave entre os dedos.

Ainda não era meia noite, corri para o lugar onde encontraria a resolução para todos os meus problemas. Na recepção do hotel, liguei para Jean-claude, disse que tinha a chave mestra e que queria fazer um ensaio de orquestra, com Amadeus, para tocar o silêncio dos inocentes. Ele ouviu tudo pensativo e me disse onde o grande chefe estaria, ele sabia onde eu a encontraria.

Cheguei ao local final e lá estava o homem. Era uma piscina aquecida dentro de um hotel de luxo. Sentado na borda, ele parecia me esperar. Eu sentei do lado dele. Ele me notou e sorriu. Lhe entreguei a chave. Uma onda artificial veio e molhou meu sapato e o pé descalço dele. Disse para que eu fosse com ele.

Andou até o centro da piscina, mas percebi que aquele não era o Chuck. Não era o todo poderoso chefe Norris. Não era o famigerado líder Guardião Urso. Ele não me levaria à quem procurava. Saquei minha arma, dois tiros silenciosos: um na nuca e outro nas costas.

Quando estava indo embora decepcionado, uma ligação me esperava na recepção. Um homem de voz grossa me perguntou qual era o maior roedor herbívoro do mundo: respondi-lhe que era a Capivara. Eu estava então, promovido. Mas sem atingir meu objetivo…

Perguntei se ele à tinha visto, sim, embarcara num avião para um país cuja bandeira era verde, branca e vermelha. Agradeci e desliguei, saí do hotel de luxo e fui direto para o aeroporto.

Onde no mundo está Carmen San Diego?
.

Anúncios

One comment

  1. maracuja · Junho 21, 2010

    putz… e o ladrão de biscoitos ataca novamente… parece sonho as vezes daquele q a gente tem depois de ver muita televisão uahuhaa

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s