Já?

 

  Depois de dormir por muitas horas seguidas levantei da cama e olhei pela janela. O mundo já acabou? Não havia ninguém na rua. Bom sinal. Então fui fazer a prova real de que o mundo havia acabado: liguei a tv. Só chiado em todos os canais. Bom sinal. Peguei o celular e liguei para minha mãe. Ninguém atendeu. Bom sinal.
  Desci e fui até um supermercado. Zero pessoas no caminho. De repente, bateu uma dor de cabeça. Decidi só pegar o melhor whisky de lá. Voltei para casa. Bebi e não senti a mínima vontade de conhecer o mundo. E depois de pensar isso, me deitei e cheguei a conclusão: o mundo não havia acabado. Tentei dormir de novo, mas não consegui.
  Olhando para o teto comecei a ouvir barulhos de gente e de passos e de coisas no andar de cima. Era o mundo que estava lá, um andar sobre minha cabeça. Não precisei refletir muito para decidir ficar onde estava. Só eu e minha garrafa de Whisky. Bebi demais e caí no sono.
  Então, acordei com a campainha. Fui atender. Era uma garota que usava óculos e tinha cabelos avermelhados. Era bem bonita. Queria açúcar. Eu peguei um saco de açúcar pra ela. Depois perguntei se o mundo já tinha acabado. E ela disse que não, se despediu e subiu as escadas.
  Fui atrás dela. O tédio me dá dor de cabeça. E eu estava me sentindo meio sozinho, eu acho.

 

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s