Para parar de fumar

 

  Selo no braço, mas cigarro no bolso. Para não fumar, Sérgio bebia umas cervejas, sentado sozinho numa mesa de bar. Futebol na televisão, bastante gente lá. E ele não fumava. Ótimo. Tudo ocorria bem até que…
  Ele avistou uma linda mulher, loira, lábios carnudos. Olhou para sua cerveja, seu reflexo solitário, e pensou: por que não? Então, tentando parecer simpático Sérgio voltou seus olhos à moça. Tudo ocorria bem até que…
  Aquele rosto apareceu claramente em sua memória: era Gisele, a mulher do Diego, seu irmão. A imagem daquele cigarro apareceu na sua cabeça. É melhor ficar perto de alguém. Mesmo que seja a mulher do meu irmão. Ele foi até lá. Tudo ocorria bem até que…
  O celular tocou. – Alô. – Alô. – Opa, e aí tudo certo Diego? Ele estava quase chegando na mesa dela. Tudo ocorria bem até que… – Na verdade não, Sérgio. – Ah é, o quê que houve? Ele até parou de andar. Tudo ocorria bem até que…
  Um homem negro e corpulento sentou-se na mesa à sua frente, a mesa de Gisele, a mulher do irmão. – Cara, eu descobri uma coisa horrível… Sérgio ficou um pouco aliviado: é, já sei, já sei. Pelos menos ele sabia que estava sendo traído. E além do mais, Sérgio sempre achou que ela tinha uma cara de adúltera. Tudo ocorria bem até que…
  Gisele avistou Sérgio e fez um gesto para que ele se aproximasse. O negão se despediu dela, cumprimentou o homem ao celular e foi embora. – Ô Diego, é você me ligar depois. Tudo ocorria bem até que…
  – E aí, tudo bem Sérgio? Na cabeça dele, tudo se encaixava e ele estava decifrando a mente daquela loira maquiavélica. – Tudo… e você, tudo em cima? Ele estava impressionado: como as mulheres poderiam ser tão… falsas. – Tudo ótimo. E ainda tem cara de pau. Conversa vai (eu soube que você tá tentando parar de fumar, é verdade?), conversa vem (é…). Tudo ocorria bem até que…
  Sérgio resolveu o quebra cabeça. “Era isso! Diego sabia que ela estava pondo chifres nele e vai largá-la. Ela não sabe que o Diego sabe. A Gisele percebeu que eu a encontrei com o… amiguinho dela. É isso, ela quer dar pra mim, por que aí eu deixo de ser testemunha e viro… uma espécie de amante. Eu não vou fazer isso com meu irmão…”. Tudo ocorria bem até que….
  – Oi, Sérgio, você tá aí? – Me desculpa, eu me distraí com meus pensamentos… Os olhos dele não desgrudavam daqueles lábios carnudos. O diabinho e o anjinho surgiram ao redor de sua cabeça. “Mas ela é a mulher do seu irmão..” dizia o bichinho de auréola. O outro respondeu “Era. Agora, você precisa fazer o preciso para parar de fumar” e acabou com a discussão. Ele então estava decidido a levar a moça Gisele pra cama e começou um papo mais sedutor. Sérgio era mestre nisso. Tudo ocorria bem até que…
  – Ei, que tal a gente ir lá pra casa?. Ela assentiu com a cabeça. Tudo ocorreu bem. Mais que bem. Foi ótimo. Ela virou para o lado para descansar um pouco, ele sentou-se nu na cama. O remorso atingiu-lhe em cheio. Tinha sido um escroto com o irmão. Maquinalmente pegou um cigarro e um isqueiro na cômoda. Hesitou, pensando “tenho que parar de fumar.”. Tudo ocorria bem até que…
O celular tocou. – Alô. – Alô… A gente pode falar agora, Sérgio? Seus olhos percorreram o corpo de Gisele e ele respondeu: Claro, claro. – O que eu tava dizendo antes era que eu descobri de tudo. Você já sabe né. Eu to aqui na casa da mamãe e achei dois maços de cigarro no lixo, você não falou que ia parar? – É… Eu… Eu… Sei… Foi mal. Seu coração disparou. – Ei, você sabe onde tá a sua mulher agora? – Ah, ela foi combinar o orçamento com o cara da dedetizadora no bar, a gente ta cheio de cupim lá em casa. Se ela já acabou com isso deve estar em casa. Por quê? – Ah tá. Não, nada. É que eu achei que tinha visto ela no bar… – É, ela devia estar lá mesmo. – Certo. É… Bem, eu vou parar de fumar, não… Não se preocupe meu irmão.
  Sérgio desligou o celular. Pegou vários cigarros e pôs na boca. Acendeu todos. E praguejou silenciosamente para si mesmo: puta que pariu.

[29/03/09]

 

Anúncios

One comment

  1. maracuja · Fevereiro 1, 2010

    da série ‘minha imaginação é foda!’

    parece eu, vivo inventando histórias para mim mesma…
    ahahahah

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s