Mais um pouquinho

 

Eu prendo o corpo nu dela
entre minhas pernas e
digo que ela não vai
a lugar nenhum.

Eu beijo as costas,
os ombros, o pescoço e
ela reclama, sorrindo,
me beijando de volta.

Eu a jogo de volta na cama,
beijo seu mamilo e
respondo:
só mais um pouquinho.

Eu começo a segurar
suas coxas com força e
ela diz que não dá e
eu finjo que sou surdo.

Eu agarro
o cabelo dela e
falo pra ela ficar mais
um pouquinho, só pra sempre.

Eu a prendo por trás
com as mãos nos seios e
ela diz que queria
um pouquinho eterno também.

Depois de um beijo demorado
eu a deixo ir embora e
ela põe a roupa,
manda um beijo e vai.

Pra casa,
encontrar o marido e
a filhinha.

Anúncios

3 comments

  1. Juliana Dias · Janeiro 8, 2010

    “falo pra ela ficar mais
    um pouquinho, só pra sempre”.

    Pra sempre é um bom tempo… um tempo adequado, no caso…
    Mas deixa ela ir pra casa… ela precisa ir encontrar o marido e a filhinha

    =)

  2. Nina Sö · Janeiro 9, 2010

    Crespo, que lindo!

    As vezes os pouquinhos são fundamentais.
    Pra lembrar que o sempre é fantasia.
    Que com o tempo, desbota.
    Rasga. Desmancha.

    E a vida segue, porque a gente tem medo.

  3. Ana · Janeiro 9, 2010

    Ahhh….
    que saudade eu tava desse blog!!!
    gostei … mas prefiro “As Aranhas”
    xD
    ;)

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s